27 de abr de 2010

TEXTO DEBATE

OS QUATRO ATLETAS
Uma fábula sobre as diferentes maneiras de ser um aluno/atleta, escrita por um aluno.

Marcos José Ferreira do 2ª série “B” da
E. E. “Professor Cândido Gomes” (Alvinópolis – MG)

Esta é uma história que se passa em qualquer canto do Brasil, em qualquer escola, com qualquer aluno, comigo, com você...
Eram quatro rapazes que estudavam numa escola em uma mesma classe: Arrependido, Falso, Mínimo e Quero-tentar.
Arrependido era um rapaz desanimado com os estudos, não fazia nada na sala de aula e muito menos nas aulas de Educação Física. Não pensava no seu futuro e vivia achando que estava perdendo tempo naquela escola e principalmente nas aulas de Educação Física e por isso arrependia-se por não poder ficar pelas ruas com seus colegas. Por não gostar de estudar e muito menos de praticar esportes, tirava notas baixas.
Falso era um cara mentiroso e um pouco preguiçoso para os estudos e também nas aulas de Educação Física. Ou copiava de alguém ou falsificava o que fazia; na realidade mesmo, nada fazia e era tão falso quanto sua própria nota – apesar de razoável – pois tudo que precisava era “colar” ou confiar no amigo na hora do jogo, raramente isso falhava.
Mínimo era um rapaz que não pensava em ir muito longe, para este o que importava era conseguir uma nota que o aprovasse, portanto estudava pouco não “colava” nas avaliações e não passava disso, colaborava nas aulas de Educação Física. 60% era o bastante e contentava-se com este mínimo. Sempre tinha um pensamento “tenho boas notas e participo da seleção da escola porque não perdi nenhuma”.
Quero-tentar gostava do que fazia. Quando lhe apresentava algo novo, um problema, uma aula tática esportiva em Educação Física, ele dizia “vou tentar” e quase sempre conseguia mesmo. Não era mais, nem menos inteligente do que os outros, mas tinha força de vontade. Suas notas eram boas, porém, não estudava para tirar notas e nem participava das aulas de Educação Física como lazer e sim para ficar sabendo. Este era aluno todos os dias e sua persistência o ajudava a vencer, pois seu maior sonho era treinar em um clube famoso, nem que para isso demorasse um pouco.
Assim, Quero-tentar era o primeiro da classe. Em termos de aprendizagem, Mínimo era o penúltimo, Falso era o último, pois só tinha nota e não sabia nada, e Arrependido abandonou a escola.
Hoje, todos já são homens feitos e cada um teve seu destino:
Arrependido mora numa grande favela chamada Tarde - demais.
Falso queria ser político, mais foi infeliz, porque descobriram sua falsidade; foi julgado e condenado por um juiz chamado Verdade.
Mínimo, com seu conhecimento mínimo e sua habilidade mínima, é soldado das Forças Armadas, ganha um salário mínimo e tem um comandante muito exigente chamado Máximo que lhe cobra 100%.
Quero-tentar se saiu melhor, foi classificado e convocado para jogar em um clube de Vôlei, um dos mais importantes do país e hoje é presidente de um país chamado “República Democrática de Sucessos”.

Educação Física
Profª. Maysa

1 comentários:

maysa disse...

Grande lição de vida...

Postar um comentário

 
Template Free por Cantinho do Blog.Quer um template personalizado para o seu blog? Clique Aqui »